Albânia : um país surpreendente e pouco explorado

Albânia, uma terra de poucos turistas, mas que merece atenção! Tivemos o prazer de conhecer este país, ainda mais encontrando pessoas extremamente gentis e simpáticas, o que falaremos em outra postagem! A Albânia é um caso longo. Já foi dominada por romanos, bizantinos, turco-otomanos. Mais recentemente, na década 40, o fascista italiano Mussolini dominou o país. Na sequência tiveram influência dos alemães, russos e até chineses. Depois de algumas crises, do ano 2000 em diante o país busca se recuperar e se desenvolver. Desde 2009 tornou-se membro da Otan, o que tem facilitado as coisas. Por conta do recente domínio e proximidade do território italiano, a Albânia tem muita influência desta cultura. Vimos muitos restaurantes e produtos italianos nos mercados. Um fato importante é que apesar de estarem na Europa não utilizam o Euro como sua moeda, mas sim o Lek.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Albânia!

Mas vamos falar do que este país tem de bom. Nossa primeira parada foi na capital Tirana. Ficamos apenas uma noite, e usamos a manhã seguinte para conhecer o centro e uma feira culinária que estava rolando. Aproveitamos para já experimentar algumas das comidas locais, pois a tarde faríamos uma viagem longa. Os dois pratos principais são: um folhado assado com queijo ricota e um arroz ao forno com queijo e iogurte, deliciosos! Depois do almoço iniciamos nossa viagem para o extremo sul do país, passando por toda a costa. Após Tirana, a primeira parada foi em Durres, onde costumam parar alguns cruzeiros que visitam o país. É uma cidade que nos lembrou bastante as praias de Santa Catarina, com uma rua principal cheia de comércios e restaurantes. Dali seguimos até Vlore, que é uma cidade mais badalada. Espiamos apenas de passagem e seguimos adiante. Dali seguimos até Ksamil, nosso destino final no extremo sul do país, e até lá encontramos muitas praias belíssimas! Algumas podem concorrer facilmente como as melhores em que já estivemos na Europa!

DCIM101GOPROGOPR2151.
Fachadas coloridas na capital Tirana.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Outra rua.
DCIM101GOPROGOPR2147.
Almoço local: o tradicional pão com linguiça.
DCIM101GOPROGOPR2154.
Cruzamos muitas montanhas neste país.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um dos visuais da viagem pela costa.

A primeira praia que nos chamou atenção foi Dhermi. Uma praia de pedras com água azul cristalina, e não tão movimentada como as cidades anteriores, perfeita para relaxar. Entre Dhermi e Ksamil paramos em várias pequenas praias, praticamente particulares, e em uma delas conhecemos um castelo antigo (Ali Pashës Castle). Seguindo adiante já estávamos em Sarande, uma cidade base para explorar Ksamil e a região, pois conta com muita estrutura para o turismo. As praias do sul são muito bonitas, mas não é por acaso, pois estão quase na fronteira com a Grécia. Num dos dias alugamos um pedalinho e fomos até as ilhas de Ksamil, uma opção econômica e mais aventureira frente aos passeios de barco, recomendamos. Ainda nesta região também fizemos um passeio na região das montanhas, encontrando rios cristalinos! Uma coisa interessante é o tanto de animais que você encontra no país. É praticamente um safári! Cruzamos várias manadas de vacas, cabras, bodes, etc.. Encontramos 3 tartarugas atravessando as estradas e inúmeras cobras. É um lugar ainda um tanto quanto rural, o que nos lembrou muito o Irã e regiões mais remotas do Oriente Médio, onde vários pastores conduzem seus animais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma das belas praias de Ksamil.
DCIM101GOPROGOPR2482.
Caribe albanês.
DCIM101GOPROG0302437.
Exploramos as ilhas de Ksamil no pedalo.
DCIM101GOPROGOPR2318.
Rio que parece de mentira.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Aí está a nascente de água “Blue eye”.
DCIM101GOPROG0252232.
Por que não saltar nessa belezura?

Outro ponto importante de citar é que a Albânia é um país baratíssimo de visitar, fugindo muito dos moldes europeus. Encontramos alguns almoços locais por 1 até 3 euros, a depender do gosto. Cerejas, por exemplo, que no brasil são caríssimas, podem ser compradas por R$ 2 o saco. Ou seja, a Albânia é um ótimo destino para quem busca uma rota alternativa e que não quer investir muito. Bom, depois de subir toda a costa de novo, agora é hora de explorar o país vizinho: Montenegro.

Anúncios

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s